SCHOOL MODELS: ONDE TUDO COMEçOU

Home > Mídia

A modelo plus size Angélica Oliveira topou um bate papo mesmo em meio à correria do seu trabalho, nos Estados Unidos, em NY, onde está fotografando para a marca Naif, com o fotógrafo Eurico Freire. Com uma simpatia incrível, ela contou um pouquinho de como sua carreira profissional começou.

Ainda bem novinha, Angélica chegou na School Models com seus 14 anos. Ela entrou para a escola com um objetivo: “Pra falar a verdade eu fui até lá para aprender automaquiagem, eu não sabia que existia a moda Plus Size”, comentou Angélica.

No decorrer do caminho os planos de Angélica foram mudando, até que nasceu o desejo de se tornar modelo: “Depois que eu descobri e percebi que de 5 anos pra cá a moda Plus Size alimentou significativamente eu não quero outra vida,  eu amo demais o que eu faço e não largaria por nada".

A caminhada nem sempre é fácil, mas com muito esforço e dedicação os resultados acabam sendo gratificantes. Ninguém é perfeito. Mas com frequência comparamos nossas falhas com as qualidades dos outros. Angélica revelou sobre seu grande desafio durante o curso: aprender a se aceitar. “Já passei por tanta coisa, viu?! Mas eu acho que me aceitar no meio de uma turma onde só tinha meninas magras e altas foi um desse. Eu ficava perdida ali, achava até que eu não tinha capacidade de aprender o conteúdo do curso por  eu ser diferente. Mas depois do meu professor Moisés Karran ter conversado muito comigo, percebi que ser diferente que era o legal".

Quando questionada sobre a importância de ter passado pela School Models, a modelo demonstrou gratidão: “Ter passado pela School foi essencial. Entrar no ramo da moda é difícil e se eu ainda tentasse entrar “crua” sem saber absolutamente de nada, com certeza eu não teria conseguido e muito menos estaria onde estou hoje. Eu só tenho a agradecer. A School foi realmente uma escola pra mim. Não só de modelo, mas de vida. Cresci muito com minha autoconfiança e minha autoestima, e hoje não tenho medo de nada, porque sei que Deus vai estar sempre comigo. E a School sempre lembra sobre isso, coloque Deus na frente dos seus planos e tudo será feito da vontade dele. Ele é essencial na sua vida”.

 Convicta de que fez a escolha certa, no tempo certo e com o apoio dos pais, ela falou: “Tive apoio dos meus pais, principalmente da minha mãe. Mas eu acredito que assim como eu, eles acharam que isso não fosse vingar, e eu fosse levar apenas como um hobby, mas hoje fico feliz que trabalho real como modelo e dedico 100% da minha vida a isso”.

Angélica ainda afirma que a vida de modelo não é só glamour: “De glamour não tem nada, eu poderia até tirar uma foto só do meu pé agora que só tem calo, tô brincando! Mas não nego que a parte de viajar e conhecer outros lugares através da minha profissão é muito bom, mas lembrando  que sempre com uma agência confiável. Ainda assim é muito difícil você às vezes estar na frente de uma câmera, fazer cara de bonita e está em um dia ruim, com dor. No final do dia você já está com o pé inchado de tanto trocar de roupa e sapato e mesmo nessa situação toda ter que estar com um sorrisão no rosto".

Para quem está querendo entrar no mercado da moda plus size, Angélica aproveitou e deixou um recadinho com uma pitada de encorajamento: “Pensem sempre que o diferencial que é o legal. Você primeiramente tem que acreditar em você de verdade para tudo na sua vida começar a fluir. O mercado da moda é enorme, tem espaço para todo mundo. E se eu estou conseguindo alcançar meus objetivos porque você não conseguiria? Não somos melhores, nem piores, somos diferentes. E é exatamente isso que o mercado está procurando”.

Hoje, com 20 anos, a modelo plus size Angélica Oliveira já coleciona trabalhos maravilhosos feitos para grandes marcas como: Mercatto, Renner, Leader, Sol da Barra, Torra Torra, Carrefour, Realist, Blubetty, Romanceus, Suspiro Intimo. Entre muitas outras.

Atualmente, Angélica está em Nova York e conta que tem sido uma experiência ímpar em sua carreira: “Eu já fiquei um tempo na China, mas agora eu estou em Nova York. Está sendo uma experiência incrível apesar do frio que tô passando para trocar de roupa na rua. Mas está sendo fantástico, uma das experiências mais legais que já passei em minha vida".